Clínica de cuidado de animais domésticos

Para os pássaros: seu guia para possuir um amigo emplumado

Para os pássaros: seu guia para possuir um amigo emplumado

Você está considerando uma adição à sua família, talvez uma das variedades de penas?

Isso é ótimo! Os pássaros são companheiros deliciosos. Alguns cantam; outros assobiam; e alguns até falam! Eles vêm em vários tamanhos, formas e muitas cores vibrantes.

No entanto, pessoas bem-intencionadas costumam ver um papagaio ou cacatua que captura seu coração e, sem considerar as ramificações, impulsivamente levam o animal para casa.

A despesa de possuir um pássaro é provavelmente a consequência mais negligenciada de qualquer relacionamento humano-pássaro. Os avanços no atendimento, especialmente no desenvolvimento de alimentos e pesquisas médicas, fizeram com que os custos de propriedade aumentassem substancialmente nos últimos 10 anos. Como não é provável que essa tendência se inverta tão cedo, potenciais "pais-pássaros" devem considerar suas finanças antes de levar para casa um novo pássaro.

Dependendo do tipo, qualidade e idade do pássaro que você escolher, as variações de custos serão extremas. Diferentes regiões do país também afetam o custo.

Obviamente, você não pode colocar um preço na companhia, mas todos os proprietários devem fornecer os princípios básicos de assistência médica profissional, comida de qualidade e abrigo adequado. A única outra necessidade essencial que um proprietário responsável fornece é o amor - e isso é gratuito.

Aqui está o que mais você precisa saber sobre ter um pássaro.

A vida de um pássaro

Antes de correr para o aviário do bairro ou para a loja de animais de estimação, faça a seguinte pergunta: Quanto tempo precisarei para cuidar e cuidar desse pássaro diariamente? Com expectativa de vida que pode durar mais do que muitos casamentos, os pássaros costumam ser um compromisso de longo prazo.

De fato, a maioria dos pássaros não exige muito tempo. Eles não são tão exigentes quanto os cães, que exigem caminhadas diárias e algumas brincadeiras ao ar livre. Uma hora de atenção por dia provavelmente é tempo suficiente para a maioria das espécies de aves. No entanto, alguns pássaros precisam de mais tempo de brincadeira que outros.

Qualquer que seja o pássaro que você possui, precisa de cuidados diários e deve considerar o seguinte como parte de sua rotina:

  • Alimentação (ofereça pellets, frutas, vegetais e sementes)
  • Água fresca (diariamente)
  • Limpeza da gaiola (diariamente)
  • Exames veterinários (duas vezes por ano)
  • Socialização e brincadeiras (diariamente)

Aves que requerem a menor quantidade de tempo são canários e tentilhões. Essas aves são uma boa opção para os proprietários de primeira viagem com uma agenda cheia, porque não exigem muita socialização. Eles são normalmente mantidos em pares e há um tempo mínimo de manuseio fora do ambiente.

Para os proprietários com alguma experiência anterior no manejo de pássaros e mais tempo para oferecer, abudgies (periquitos), calopsitas e periquitos são excelentes opções. Essas espécies podem ser manuseadas facilmente se levantadas à mão. Eles são divertidos e ansiosos para aprender, e precisam de atenção diária e de algum tempo fora de suas gaiolas.

Finalmente, se você decidir possuir um pássaro das espécies de papagaios (conures, cacatua, araras ou amazonas), esteja pronto para dedicar tempo de qualidade e quantidade aos seus cuidados. Se você tem um horário de trabalho ocupado ou gosta de viajar muito, essas podem não ser as espécies certas para você. Papagaios são pássaros muito exigentes; eles precisam de interação diária para treinamento e socialização. Sem você, eles ficarão entediados. No final, você possuirá um pássaro com um problema de comportamento, como gritar, morder ou apanhar penas.

Criando um pássaro bebê

A criação manual de um filhote de passarinho pode ser bastante difícil e requer alimentação a cada poucas horas por uma mãe adotiva experiente. Por outro lado, comprar aves recém-desmamadas ou prestes a serem desmamadas que não têm problemas e comem com facilidade pode ser uma experiência muito gratificante.

A maioria dos filhotes de pássaros prosperam com uma fórmula comercial de criação manual, feita especialmente para as suas espécies de aves. Essas dietas completas são convenientes, pois são fáceis de preparar. É importante misturá-los conforme as instruções; não adicione ingredientes a menos que indicado pelo seu veterinário. As fórmulas muito finas não terão os nutrientes adequados e as fórmulas muito grossas podem se tornar uma bola dura na lavoura e não serão digeridas adequadamente.

Um filhote de passarinho deve comer 10% do seu peso corporal por alimentação. Um pássaro de 500 gramas precisaria de 50 mililitros de fórmula por alimentação. Um bebê dessa idade deve ser alimentado aproximadamente três vezes por dia.

Seu pássaro estará acostumado a ser alimentado por sua mãe adotiva humana na loja de animais ou no aviário. Idealmente, você deve receber instruções dessa pessoa e copiar sua técnica o mais próximo possível.

Você precisará pesar seu pássaro em uma escala de grama diariamente. Isso o ajudará a determinar quanto alimentá-lo e a monitorar se ele está ganhando ou perdendo peso, o que pode ser um sinal da saúde geral do seu pássaro.

Brincando de médico

Os pássaros podem ser difíceis de medicar. Eles não tomam pílulas bem; eles podem encontrar e cuspir tabuletas inteligentemente escondidas na comida; e podem ser um grande desafio ao tentar administrar medicamentos.

A adição de medicamentos à água potável é controversa, mas às vezes é o único método prático disponível, especialmente em aviários. O objetivo é que o pássaro se automedique ao longo do dia enquanto bebe água periodicamente.

Existem várias desvantagens desse método. A primeira desvantagem é que nem todos os medicamentos podem ser colocados na água potável. Algumas drogas tornam a água amarga ou com gosto ruim e o pássaro não bebe. Em vez de apenas um pássaro doente, você acabará com um pássaro doente e desidratado. Algumas aves podem até se recusar a beber a água se a medicação mudar a cor da água. Outra desvantagem é que a mistura de água e medicamentos deve ser preparada fresca diariamente.

A adição de medicamentos à comida é outro método. É mais confiável que o método da água, especialmente se você conseguir ocultar o medicamento em um deleite favorito. Geralmente, mediações líquidas, comprimidos triturados ou o conteúdo de uma cápsula são misturados nos alimentos. Enquanto o pássaro come, o medicamento é ingerido.

As desvantagens são que algumas aves não comem a comida com medicamentos, pois podem alterar o sabor da comida. Pode ser difícil misturar adequadamente os medicamentos com os alimentos. Pode ser necessário adicionar água para deixar o medicamento úmido. Isso ajudará a aderir o medicamento aos pedaços de comida.

O método mais confiável de medicar seu pássaro é através da administração de medicamentos líquidos diretamente no pássaro. A maioria das suspensões orais é muito apreciada pelas aves, principalmente se aromatizadas.

Outro método de administração de medicamentos é através de injeções repetidas. Este não é um método muito comum devido ao estresse repetido no pássaro, dor e outras alternativas disponíveis.

(?)

Mantenha-os limpos

Quando se trata de cuidar, os pássaros são mais confusos do que muitas pessoas. Um pássaro gosta de um banho regular, de uma manicure ocasional e, se não houver interesse amoroso por aves para fornecê-lo, um corte de cabelo seu.

Uma importante regra prática: pássaros saudáveis ​​cuidam de si mesmos. Um papagaio que foi feliz se arrumando e de repente para de mexer com suas penas ou muda sua rotina de se arrumar pode estar doente e precisar de atenção veterinária.

Um pássaro saudável cuidará de suas penas, bico e pés por conta própria. Os pássaros aprendem a arrumar suas penas cedo na vida. Em seu ritual diário de arrumação - sua versão de pentear - ela enfeita suas penas, ou as de um companheiro, todos os dias, geralmente antes da hora de dormir.

Seu pássaro pode ter uma glândula secretora de óleo na base de sua cauda, ​​da qual ela usa óleos com o bico para se espalhar por suas penas. Alguns pássaros, incluindo cacatuas, podem ter um pó ou poeira em suas penas. Ele mantém as penas em boa forma, mas alguns seres humanos são alérgicos a esse pó, portanto verifique se isso o incomoda antes de levar o pássaro para casa.

Enquanto os pássaros se cuidam, há outras coisas que você deve estar ciente, incluindo barras de muda e de estresse (linhas que aparecem em novas penas que estão crescendo), bem como a necessidade de aparamentos regulares de bico e unha.

Recursos para Possuir um Pássaro

Deseja conselhos mais úteis sobre como cuidar de nossos amigos de penas finas? Confira nossos artigos em destaque:

(?)